terça-feira, 5 de maio de 2009

Flashback voluntário

"... I am a dreamer but when I wake, you can't break my spirit - it's my dreams you take ..."

James Blunt. Goodbye my lover.

Lá vem o Álvaro com essa história de sonhador mais uma vez. Mas é isso que eu sou em essência, não adianta.

As pessoas passam os dias tentando se convencer de que seus anseios se realizarão, que seus problemas passarão, que o tempo não vai se manifestar.

Mas e quando isso não acontece?

Caramba, ô tempinho chato! Se existe o tal do complexo de Peter Pan, pode-se afirmar com certeza ABSOLUTA que sofro dele.

Não quero deixar de ser menino! Não quero! Não quero e não vou! Pronto. Decidido. E não há quem me faça mudar de opinião. (y).

Esse negócio da idade da gente dizer como devemos agir ou que tipo de preocupação devemos ter, é, mais uma vez, uma imposição da sociedade. E acho que quem me conhece sabe que eu as abomino.

Minha amiga Laila postou em seu blog sobre a agradabilidade das crianças. De conversar com elas de igual pra igual. Belíssimo texto. Eu quero viver um pouco da minha adolescência agora, posso?

Posso assumir meus compromissos de 'adulto' e me deixar levar pela rebeldia sedutora da adolescência, não posso? Posso querer amigos adolescentes, não posso?

Não? Quem disse? 'Sou um sonhador! Você pode até pegar meu sonho, mas não quebrará meu espírito.' Quero minha 'adolescência' de volta e apenas eu mesmo decidirei se posso tê-la ou não. E eu decido que posso.

Melhor fazer o que se está pensando em fazer do que ficar anos pensando se deveria ter feito.

Um comentário:

Mr. HaG disse...

Só posso dizer isso: Bem vindo ao clube!