terça-feira, 11 de agosto de 2009

A mensagem de Jack

Quem ele é? Jack.
Por que ele é interessante? Porque ele tem a capacidade de aproveitar as oportunidades.

"Os seus olhos são espelhos d'água,
brilhando você pra qualquer um..."

Preta Gil. Espelhos d'Água.

A personagem

Jack não tem um passado triste para contar. Alto para sua idade, branco de esconder do Sol, olhos azuis. Jack sempre morou em lugar privilegiado de sua cidade, estudou em boas escolas e ganhou oportunidades da vida. A diferença entre ele e tantos outros jovens com as mesmas condições é que ele, com seu jeito discreto, agradável, ora tímido, conseguia detectar as oportunidades que surgiam dia após dia. E assim se transformou num grande homem que, embora não soubesse o que queria, poderia querer o que fosse que seu sucesso seria garantido. Garantido, eu disse. Ele definitivamente não era apenas mais uma promessa.

A história

Muitos episódios interessantes marcam a história de Jack, e talvez ele volte a permear este blog sob outra identidade. Mas a história de hoje é uma história de amor. Jack, como já disse, não era um garoto como os outros. Assim sendo, suas amizades também não poderiam ser convencionais. Jack tinha duas grandes amigas: Phil e Lodi.

E as amigas de Jack eram para ele como irmãs. Irmãs que compartilhavam segredos, compartilhavam angústias e com certeza jogariam com ele belas partidas de futebol. Mas a vida resolveu pregar uma peça neles. Phil era uma daquelas meninas fáceis de gostar, que mantinha bom relacionamento com todos. Lodi era mais séria, daquelas que selecionavam as pessoas com quem convivia e não se importava muito com o que fossem achar disso.

E Lodi escolheu Jack. E Jack, por sua vez, descobriu gostar de Lodi. Phil, desesperada, se encontrava no meio de uma situação delicada. Compartilhava os desejos de ambos os amigos, mas não podia se envolver. Não seria ela a responsável pelo término de uma amizade.

O tempo passou e o amor entre os dois ficava cada vez mais evidente, embora apenas um e outro parecessem não admitir. E Jack, aventureiro, decidiu partir. Seguiu em direção ao mar, de onde Lodi ficou olhando, uma lágrima contida nos olhos. Phil se deitou ao lado da amiga, na areia da praia, para contemplar a lua.

Quando levantou-se, Lodi não mais estava ali. Nadava, em pleno luar, rumo à imensidão. Phil ficou estarrecida, mas percebeu que não podia interferir, e se deitou de novo. Lodi e Jack se encontraram e selaram com bênçãos celestes o que seria um dos mais lindos romances já narrados.

Naquele momento, Jack rabiscou um pergaminho explodindo sua felicidade com a discrição que lhe era peculiar e só ele poderia exprimir num momento daqueles. Com um sorriso aberto, ele imaginou a reação de Phil quando recebesse a garrafa com a novidade. Mas essa já seria uma outra história.

__________
Gostou? Quer se transformar em um personagem também?

Mande um e-mail para historiacolorida@yahoo.com.br falando um pouco sobre você e qual história gostaria de ver contada aqui numa versão um pouco mais mágica. Sua identidade será preservada por um codinome.

Vai ser um prazer conhecer você!

4 comentários:

Rodrigo Pedrotti disse...

gostei demais do texto! leve.. daqueles que dá vontade de ler. Mandou bem! Passarei mais por aki!

G disse...

adorei a nova cara do blog! e nem preciso falar o qto gostei de ler esse texto...
uma dica de blog pra vc dar uma lida, me lembra seu jeito de escrever em alguns posts:
http://fiodameada.wordpress.com/

jess disse...

como disse o coleguiha do post de cima.... o texto ta leve...
sinto que vou gostar dessa nova cara do blog....

Mr. HaG disse...

Se todos os seus textos seguirem essa linha você terá exitos...

Textos simples, mas que prendem o leitor!