terça-feira, 18 de agosto de 2009

Quanto vale uma aula chata?

Quem eles são? Xilin e Elif.
Por que eles são interessantes? Porque eles sabem como é bom voltar à infância.

“...Splish splash fez o tapa que eu dei...”

Roberto Carlos. Splish splash.

As Personagens

Xilin e Elif são amigos há bastante tempo. Xilin é uma garota inteligentíssima, daquelas bem informadas sobre tudo o que aparece nos jornais. Além disso, é bem humorada e sabe ajudar os amigos quando eles precisam. Ela dá muito valor às amizades. Elif é um garoto um pouco menos compromissado, daqueles que gostam de fazer a turma rir. É inteligente, também, mas é um pouco mais relapso, daquele tipo que, se estudasse, seria com certeza destaque na turma. O problema era estudar... Juntos, eles formaram uma dupla inseparável nos tempos do colégio.

A História

Não. Não se trata de mais uma história de amor. Xilin e Elif, embora muito amigos, nunca foram apaixonados um pelo outro. Muito pelo contrário, eles confidenciavam suas paixões um ao outro e sabiam se entender muito bem, às vezes sem dizer palavra. A história de hoje é apenas uma travessura, daquelas que todo mundo que viu vai se lembrar pra sempre.

Na sala de aula, sobre o tablado, o professor Liu. Uma figura interessante, que talvez um dia possa figurar aqui como personagem. Liu é excêntrico, gosta de chamar atenção, gosta de mostrar o poder que exerce sobre os alunos. Na primeira carteira da sala, Elif, com Xilin logo atrás.

Aula chata. Professor chato, que dominava o assunto menos que a turma. Nas mentes aguçadas de Xilin e Elif, uma oportunidade. Elif se virou para trás, cochichando com a amiga. A amiga fez um sinal positivo, indicando que o plano seria posto em prática em breve.

Discursando sobre coisas desinteressantes, o queixo do professor caiu: num impulso, Elif se virou para trás com violência e a turma ouviu um estalo seguido por um abaixar de cabeça súbito de uma chorosa Xilin. O professor havia acabado de presenciar um gigantesco tapa na cara da garota.

Escandaloso como era, Liu começou a discursar, dizendo que o garoto não poderia ter tido tal atitude, inadmissível até mesmo se fosse em outro garoto, quanto mais em Xilin, protegida pela maior parte do corpo docente. Elif não esboçou reação.

Terminado o show, Elif simplesmente disse que não havia sequer encostado na menina, e ela levantou o rosto, rindo solto. Liu, sem entender nada, ainda questionou, e foi preciso explicar que Elif havia feito o barulho do tapa na própria mão enquanto a garota somente abaixara o rosto. O professor ficou atônito. Para os dois, apenas a reação de Liu tinha feito valer aquela aula.
__________
Gostou? Quer se transformar em um personagem também?

Mande um e-mail para historiacolorida@yahoo.com.br falando um pouco sobre você e qual história gostaria de ver contada aqui numa versão um pouco mais mágica. Sua identidade será preservada por um codinome.

Vai ser um prazer conhecer você!

5 comentários:

Rodrigo Pedrotti disse...

hehehe Adoro textos simples. Realmente esse post nos faz lembrar os bons tempos de colégio. E amizade é um assunto tão bom pra se falar... me inspirou a escrever uma coisa...

Mr. HaG disse...

Há, eu já fiz isso, mas não foi um saco, mas sim um murro...

Foi divertido até certo ponto...

- мαxiiiAlvєs ㋡ disse...

Genteeeee, adoreiii esse texto... Rsrsrs

-
Realmente o que o garoto disse aeee, faz lembrar o tempo de Colégio.

jess disse...

Aii que saudade dessa epoca..... eu ja fiz isso..rs sendo q o tapa pegou pra valer :D ahsuhasua

Éverton Resende disse...

Safadiiiinho